Abordagem Natural à Pele com Rosácea

por | 16 Nov 2023 | Emocional, Físico, Mental | 0 Comentários

O que é a Rosácea?

A Rosácea é uma doença de pele inflamatória crónica que afeta principalmente o rosto e, às vezes, o pescoço. Embora não haja cura para a Rosácea, existem várias medidas que podem ser tomadas para controlar os seus sintomas e melhorar a qualidade de vida das pessoas afetadas.
Neste artigo exploraremos uma nova perspectiva sobre como equilibrar uma pele com Rosácea, focando nas abordagens holísticas e nos insights mais recentes da pesquisa científica. É importante ressalvar que cada caso é um caso, e o tratamento deve ser personalizado de acordo com as necessidades individuais de cada pessoa.

Alimentação Anti-inflamatória: O Papel da Dieta na Rosácea

Estudos recentes sugerem uma forte relação entre a alimentação e a gravidade dos sintomas da Rosácea. Uma alimentação rica em alimentos anti-inflamatórios, como frutas, legumes, peixes ricos em ómega-3 e certas especiarias, pode ajudar a reduzir a inflamação na pele e a diminuir as crises de Rosácea. Por outro lado, alimentos inflamatórios, como processados, laticínios, picantes e bebidas alcoólicas, podem desencadear ou agravar os sintomas da doença. É importante consultar um profissional de saúde que seja capaz de fornecer orientações personalizadas sobre a dieta mais adequada para o controle da Rosácea.
É importante considerar outros fatores relacionados com a alimentação que também podem influenciar a Rosácea, como o consumo de cafeína e de alimentos quentes, que pode agravar os seus sintomas. A desidratação também pode agravar os sintomas da rosácea, pelo que é recomendável fazer uma ingestão adequada de água.

Abordagem Holística: Cuidar do Corpo e da Mente

A abordagem holística no tratamento da rosácea envolve cuidar do corpo e da mente como um todo. A prática de técnicas de relaxamento, como meditação ou yoga, e de atividade física moderada pode ajudar a reduzir o stress, que é um fator desencadeante e agravante da Rosácea. Ter um sono adequado também ajuda a reduzir a inflamação e promove a reparação celular, importantes para a recuperação da pele.
Além disso, é fundamental manter uma rotina de cuidados diários com a pele, utilizando produtos adequados e evitando a exposição excessiva à luz solar e a ambientes quentes e secos. Lavar o rosto com água morna e utilizar produtos suaves e não irritantes é essencial para evitar a irritação da pele. Na maioria dos casos também é importante evitar o uso de cosméticos que contenham ingredientes comedogénicos, que possam obstruir os poros e assim piorar os sintomas da Rosácea.

Novidades em Cosméticos: Ingredientes Calmantes e Hidratantes

A utilização de cosméticos com ingredientes calmantes, como aloé vera ou camomila, pode ajudar a reduzir a vermelhidão e acalmar a pele irritada. Além disso, produtos hidratantes que reforçam a barreira cutânea e evitam a perda de água da pele são essenciais para o cuidado diário.
É importante escolher produtos adequados para a pele sensível e evitar aqueles que contenham ingredientes irritantes ou oclusivos. A proteção solar deve ser bem ponderada, pois embora muitos profissionais recomende o seu uso diário, por vezes os seus ingredientes são irritantes e com potencial tóxico para a pele, o que acaba por agravar os sintomas. Caso seja recomendável usar, é preferível optar por protetores solares específicos para peles sensíveis, com fórmulas leves, não comedogénicas e não tóxicas.

Cuidados Com A RosáCea - Limpeza
Abordagem natural à pele com rosácea 2

Tratamentos Médicos: Quando Considerar?

Embora muitos casos de Rosácea possam ser controlados com uma abordagem natural e holísticas, nalguns casos mais graves ou persistentes pode ser necessário considerar tratamentos médicos.
Os medicamentos tópicos mais prescritos são o metronidazol e o ácido azelaico, que atuam reduzindo a vermelhidão, a inflamação e a formação de lesões na pele. Em casos muito severos o uso de medicamentos orais pode ser necessário, sempre sob acompanhamento médico especializado, dado o seu potencial de efeitos secundários e toxicidade para o fígado. Antibióticos orais, como a doxiciclina ou a minociclina, podem ser prescritos para controlar a inflamação e reduzir a formação de pápulas e pústulas. Além disso, tratamentos a laser, como a terapia com luz pulsada intensa (IPL) ou o laser de dióxido de carbono, podem ser considerados para reduzir a vermelhidão e melhorar a aparência da pele.
No entanto, é importante lembrar que a terapia medicamentosa deve ser sempre combinada com os 3 pilares anteriormente mencionados, para obter resultados melhores, mais rápidos e mais duradouros.

Conclusão

A Rosácea é uma doença de pele crónica que requer cuidados contínuos e uma abordagem personalizada para o seu equilíbrio. Ao adotar uma alimentação anti-inflamatória, cuidar do corpo e da mente, utilizar cosméticos suaves adequados e, quando necessário, buscar tratamentos médicos, é possível controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida das pessoas com Rosácea.
Cada caso é único, e o tratamento deve ser adaptado às necessidades individuais de cada pessoa.
Até agora, dos casos de Rosácea que tenho acompanhado (uns só com vermelhidão, outros com telangectasias e outros ainda pápulo-pustulosos), nenhum precisou de medicamentos. Temos controlado tudo apenas com cosméticos, alimentação, boas rotinas/hábitos de estilo de vida e um compromisso a 100% com a saúde da pele e a compreensão de que a pele reflete o que se passa no nosso interior 🙂

Espero que este artigo tenha fornecido informações valiosas e uma nova perspectiva no tratamento da pele com Rosácea. E essencialmente que tenha sido uma fonte de inspiração para quem sofre desta doença, de como é de facto possível viver com a pele equilibrada como se nada fosse, com esta abordagem natural e holística.

<h2>Rita Alves</h2>

Rita Alves

Autor

0 Comentários

Submeter um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Artigos mais Recentes

Share This